Dermatite Atópica

As doenças inflamatórias da pele afetam uma percentagem significativa da população global.

A Dermatite Atópica (DA), ou eczema atópico (EA), é uma doença crónica, imunomediada, atualmente incurável, determinada pela interação de fatores genéticos e ambientais, com um impacto elevado nas várias dimensões da vida dos doentes e das suas famílias. Esta doença afeta entre 10 a 20% das crianças e entre 1 a 3% dos adultos em todo o mundo, sendo que aproximadamente 4,4% da população europeia vive com DA.

A DA pode surgir tanto em adultos como em crianças. Contudo, a história natural desta patologia segue um curso variável, podendo surgir em várias idades e com diversos graus de severidade. Apesar da DA poder desaparecer com a puberdade, aproximadamente 30% das crianças afetadas continuam a sofrer com a doença em adultos.

Por outro lado, entre 15% a 30% dos adultos diagnosticados viram a doença surgir apenas na idade adulta.

 "A pele é como se fosse a parede de uma casa e as células da epiderme (camada mais superficial da pele) são os tijolos.

Na pele saudável todos os tijolos estão presentes e rodeados por cimento.
 
Na pele com Dermatite Atópica, alguns tijolos estão ausentes. Isto faz com que esta parede (barreira) não esteja intacta e seja muito permeável às agressões do meio ambiente (por ex. ácaros, fumo de tabaco, pólens, conservantes de cremes). Por outro lado, o cimento entre os tijolos é poroso e não funciona como um isolante adequado. 
 
Daí a importância da utilização de produtos de limpeza apropriados e da aplicação diária de produtos emolientes adequados à pele atópica, Estes cuidados vão ajudar a repor os componentes do cimento que estão em falta, e impermeabilizar esta parede tão frágil e para a tornar mais forte às agressões do meio ambiente."
 
 
Pedro Mendes Bastos, MD, Dermato-Venereologia | Conselheiro Científico da ADERMAP
 
 
 
Última actualização: outubro de2020